Os módulos fotovoltaicos de silício cristalino podem ser monocristalino ou multicristalino, ou seja, eles são compostos por células solares de silício mono ou multicristalino.

O que significa isso??? 

As células solares de silício monocristalino, como diz o nome, são compostas de apenas um cristal, ela apresenta menos impurezas e defeitos na estrutura do silício. As células solares de silício multicristalino, são compostas por vários cristais, ou seja, tem a possibilidade de apresentar maiores defeitos e impurezas em sua estrutura. 

Qual a diferença entre elas???

A tecnologia monocristalina é a mais antiga e possui a eficiência mais alta. As células possuem uma cor mais uniforme, indicando um silício de alta pureza, os dispositivos feitos a partir de Si-Cz (silício Czochralski) apresentam uma eficiência entre 15 – 22 %. A tecnologia multicristalina foram introduzidos no mercado posteriormente, no silício multicristalino os cristais de silício são fundidos em um bloco, desta forma preservando a formação de múltiplos cristais. Quando este bloco é cortado e fatiado, é possível observar esta formação múltipla de cristais. Eles são semelhantes aos de um único cristal (monocristalino) tanto no desempenho como na degradação, exceto pelo fato dos dispositivos serem ligeiramente menos eficientes, a eficiência média dos módulos multicristalinos é de 14 – 20 %.

Módulo de Silício Monocristalino:

Vantagens e desvantagens:

Módulo de Silício Monocristalino:

– A grande vantagem está na alta eficiência de seus módulos, ocupando menos espaço físico, gerando mais energia elétrica, funcionam melhor em dias com radiação solar e são considerados os melhores do mercado, sua vida útil se estende por mais de 30 anos.

– As desvantagens são: o preço é bem maior, devido a alta pureza do silício, o processo para produzir o silício monocristalino também é uma desvantagem, pois no corte dos lingotes cilíndricos uma parte das células é desperdiçada, forçando posteriormente a sua reciclagem.

Módulo de Silício Multicristalino:

– As vantagens são: a durabilidade seguindo mais de 30 anos de conservação, o custo de produção é mais barato e a quantidade de silício residual utilizado no processo de fabricação é menor do que os outros sistemas fotovoltaicos.

– As desvantagens são: baixa eficiência, pois a pureza do silício multicristalino é menor, e a área de colocação dos módulos também tende a ser maior, utilizando mais módulos solares, aumentando o seu custo.

Basicamente, a tecnologia para fabricação das células solares é muito semelhante. O custo-benefício está relacionado justamente ao custo. A princípio os módulos de Si-multi são mais baratos, porém devido a menor eficiência, normalmente são maiores. Enquanto os módulos de Si-mono são mais caros, porém ocupam menos espaço. A durabilidade de ambos é praticamente a mesma, por apresentarem uma degradação muito semelhante. A estrutura do módulo em si, também é a mesma. Cabe avaliar cada caso específico de espaço e iluminação, para saber qual tipo de módulo é mais conveniente para cada instalação. 

Por: Thais Crestani – Doutoranda em Engenharia e Tecnologia de Materiais para Wecclub