Conta de luz ficou em média 9,2% mais cara no período de isolamento social.

Durante o período de isolamento social o valor da conta de luz da maioria dos brasileiros acabou sofrendo um aumento, afinal, as pessoas têm ficado mais em casa o que acarreta em mais consumo de energia elétrica. Um levantamento feito pela Enel Distribuição Goiás mostra que houve um aumento de 9,2% no consumo apenas no mês de abril.

“Ao contrário do que a gente observa na indústria e no comércio, que fecharam as portas e, portanto, praticamente deixaram de consumir energia, nas casas a situação é inversa para grande parte dos clientes. Famílias que antes passavam o dia fora, agora estão reunidas em suas casas. O ar-condicionado e a televisão ficam mais tempo ligados, o trabalho é realizado de casa, a geladeira é aberta toda hora. Tudo isso tem um reflexo imediato no valor da conta de energia”, explica a responsável de Operações Comerciais da Enel, Alessandra Kozlowski.

Algo semelhante no estado de São Paulo, onde a EDP distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte paulista, que por meio de um levantamento realizado pela Companhia em abril também detectou um aumento médio no consumo das residências da área de concessão de cerca de 9%, em relação ao mesmo período de 2019.

“Além de as famílias estarem passando mais tempo em casa, por trabalharem em home office ou devido ao isolamento social, estamos passando por dias de baixa temperatura. Sabemos que nos dias mais frios as pessoas mudam os hábitos de consumo e, principalmente, aumentam o tempo do banho e a temperatura do chuveiro, o que pode refletir no consumo total da casa”, explica o gestor executivo de relacionamento da EDP, Roberto Miranda.

Redação