Copel tem aval para compra de fatia em empresa de geração distribuída de energia solar

A estatal paranaense Copel recebeu aval do órgão brasileiro de defesa da concorrência para a aquisição de fatia de 49% em uma empresa que detém ativos de geração distribuída de energia solar.

Por Reuters


A estatal paranaense Copel (CPLE6) recebeu aval do órgão brasileiro de defesa da concorrência para a aquisição de fatia de 49% em uma empresa que detém ativos de geração distribuída de energia solar.

A transação foi autorizada sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo publicação do órgão no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

O negócio foi fechado junto à Intertechne Participações e envolve seis ativos de geração distribuída de energia solar ainda não operacionais na cidade paranaense de Bandeirantes, com capacidade total de 4 megawatts, segundo parecer do Cade.

“Para a Copel, a operação contribui para a expansão de seus negócios e entrada no mercado de geração distribuída de matriz fotovoltaica no modelo de micro e minigeração”, afirmou a elétrica ao órgão antitruste, acrescentando que a operação está alinhada a seu plano estratégico.

Os documentos do Cade não revelam o valor da transação.

A aquisição da Copel vem em meio a um forte crescimento dos investimentos em geração solar distribuída no Brasil.

Estão em operação no país no momento ativos de geração distribuída solar com cerca de 2,5 gigawatts em capacidade, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), contra cerca de 1 gigawatt em junho do ano passado.


Posts mais recentes